sábado, 2 de novembro de 2013

De búque is on de têibol – verb to be


Hamlet é uma das mais famosas peças de Shakespeare, e seu mais famoso monólogo começa com “to be, or not to be”. Tá bom, quem sabe você não gosta de teatro, então que tal os Beatles? Um de seus melhores álbuns se chama Let it be... tudo bem, você não é velho como eu (ou “clássico”, como eu prefiro...), então que tal a Beyoncé – Be with you? Bem, gente, assim, num clima entre o clássico e o pop, começamos a aula de hoje sobre o “to be”, tão citado pelo mais atormentado príncipe dinamarquês...
Para começo de conversa, To be é um verbo, e verbos são todas as palavras que encerram uma ideia, uma ação ou um estado. Em português, por exemplo, ler, jogar e apropinquar são exemplos de verbos. Para o estudo dos verbos, costuma-se usar os pronomes pessoais nominativos, que em português são eu, tu, ele (ela), nós, vós, eles. Em inglês, esses pronomes são I /ai/ (eu, 1ª pessoa do singular), you /ju:/ (tu, você, 2ª pessoa do singular), he /hi:/ (ele, 3ª pessoa do singular), she /ʃi:/ (ela, 3ª pessoa do singular), it /it/ (ele/ela animal ou coisa, 3ª pessoa do singular), we /wi:/ (nós, 1ª pessoa do plural), you /ju:/ (vocês, 2ª pessoa do plural), e they /ðei/ (eles/elas, 3ª pessoa do plural). Observações importantes: o I é sempre maiúsculo. Quando você se referir a um animal ou a um objeto, diferente do português onde se refere à mesa no feminino (ela) ou ao cavalo no masculino (ele), você deve usar, em inglês, o termo neutro “it”, e se it se referir a um animal, não importa se este é macho ou fêmea.
To be (lê-se /tə bi:/) é o verbo mais importante do inglês ou, como o chama minha professora de gramática (Ms. Moburg), o “rei dos verbos”. A propósito, o verbo realmente é “be”, o “to” é a indicação de que ele está no infinitivo, o que vale para todos os verbos em inglês (be sozinho também pode ser infinitivo, mas veremos isso em outra aula).
Ao contrário da maioria dos outros verbos do inglês, o to be não possui uma conjugação regular. Mesmo verbos irregulares, como to know, que não seguem a conjugação padrão (uma de nossas próximas aulas), em geral seguem um modelo. To know, por exemplo, no presente é know todas as pessoas, exceto para a 3ª pessoa do singular, caso em que é knows. No passado simples é knew para todas as pessoas e no futuro will know para todo mundo. Simples, né?
Outra coisa interessante, em inglês, é que você sempre precisa dizer de quem está falando, em inglês inexiste o sujeito oculto como no português. Em português, por exemplo, você pode dizer “sei”, “sabes”, “sabe”, “sabemos”, “sabeis”, “sabem” e, pela conjugação, sabe-se de qual pronome você está falando. Em inglês, você não diz simplesmente “know” ou “knew”, você diz “I know”, “you know”, “she knows”, etc. A razão disso é que, sem o pronome (ou um substantivo que o substitua), ficaria impossível distinguir “I know” de “you know”.
É com o to be que o bicho pega e você tem que aprender a conjugação pessoa a pessoa:
Conjugação do verbo to be
Pessoa (person)
Pronome (pronoun)
Presente (presente)
Passado (past)
Futuro (future)
1ª singular
I
am
was
will be
2ª singular
you
are
were
will be
3ª singular
he – she – it
is
was
will be
1ª plural
we
are
were
will be
2ª plural
you
are
were
will be
3ª plural
they
are
were
will be
* Obs: Essas são as conjugações mais simples, há outras conjugações que veremos em aulas posteriores.

To be, traduzido em sua forma mais simples, significa ser ou estar (outras aplicações serão vistas em aulas futuras).
Assim I am
I am
Eu sou / estou
I was
Eu fui / estive
I will be
Eu serei / estarei
You are
Tu és / estás
You were
tu fostes / estiveste
You will be
Tu serás / estarás
He is
Ele é / está
He was
Ele foi / esteve
He will be
Ele será / estará
She is
Ela é / está
She was
Ela foi / esteve
She will be
Ela será / estará
It is
Ele/ela é / está
It was
Ele/ela foi / esteve
It will be
Ele/ela será / estará
We are
Nós somos / estamos
We were
Nós fomos / estivemos
We will be
Nós seremos / estaremos
You are
Vocês são / estão
You were
Vocês foram / estiveram
You will be
Vocês serão / estarão
They are
Eles são / estão
They were
Eles foram / estiveram
They will be
Eles serão / estarão

Outro detalhe importante sobre o to be é a contração. Em inglês coloquial (tanto escrito quanto falado), a conjugação do presente simples pode ser contraídas, mantendo-se o mesmo significado:

Normal
Contraído
I am
I’m
You are
You’re
He is
He’s
She is
She’s
It is
It’s
We are
We’re
You are
Your’re
They are
They’re

Alguns exemplos do uso do to be:

Normal
Contraído
Tradução
I am at home.
I’m at home.
Estou em casa
You are sick.
You’re sick.
Você(s) está(ão) doente(s)
He is late.
He’s late.
Ele está atrasado.
She is beatiful.
She’s beautiful.
Ela é bonita.
It is good.
It’s good.
Ele/ela é bom.
We are tired.
We’re tired.
Estamos cansados.
They are clean
They’re clean.
Eles são/estão limpos
Substituindo-se o pronome por um substantivo
Paulo (he) is late.
Paulo (ele) está atrasado.
Maria (she) is beatiful.
Maria (ela) é / está bonita.
The cock (it) is good.
O galo (ele) é bom
The chicken (it) is good.
A galinha (ela) é boa.
The kids (they) are clean.
Os garotos são / estão limpos.

Há muito mais a se falar sobre o verb to be, mas isso fica para as próximas aulas.
Novamente, para saber mais sobre como pronunciar, recomendo os sites site fənɛtiks e o google translator (clique aqui e saiba como eu faço). O Marry Webster's Learning Dictionary também é muito bom para ajudar, tanto na tradução das palavras que você ainda não conhece, quanto para aprender a pronunciá-las.
Agora, para finalizar, que tal cantar mais uma canção:

Referências:

LIVROS

AZAR, Betty S. Basic English Grammar. White Plains: Azar Associates, 2006.
FUCHS, Marjorie; BONNER, Margaret; WESTHEIMER, Miriam. Focus on grammar 3. White Plains: Pearson Education, 2012.
MERRIAM-WEBSTER, Incorporated. Webster’s new explorer college dicionary. Springfield: Merriam-Webster, 2007.
UNIVERSITY OF OXFORD. Dicionário Oxford escolar para estudantes brasileiros de inglês. Oxford: Oxford University Press, 2011.
GOOGLE. Google Translate. Disponível em http://translate.google.com/#pt/en/put. Acesso em 30/10/2013.
GOOGLE. Youtube. Disponível em http://www.youtube.com. Acesso em
UNIVERSITY OF IOWA. fənɛtiks. Disponível em http://www.uiowa.edu/~acadtech/phonetics/#. Acesso em 30/10/2013.
WIKIPEDIA, A Enciclopédia Livre. Disponível em http://pt.wikipedia.org. Acesso em 30/10/2013.

Aulas com as professoras Lucia Moburg e Rose Buser na Universidade Estadual de Wisconsin, Campus Oshkosh, 2º semestre 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário